Centenário da Congregação Cristã no Brasil 1910 - 2010

James Milton Black


James Black era professor da Escola Dominical e presidente da juventude numa igreja no Canadá, quando ele ainda era muito jovem.

Numa determinada oportunidade, durante um culto de consagração, quando cada membro respondia a chamada com um versículo bíblico, uma garota deixou de responder. Mais de duas vezes a chamada foi repetida, porém, não houve resposta. Este episódio foi tão marcante na vida do professor Black que ele não podia parar de pensar. Conhecia muito bem a garota, sua origem humilde, ele mesmo havia convidado a moça, para que frequentasse a igreja, pois sabia que seu pai gostava de gastar seu dinheiro com bebidas.

Quando voltou para casa o professor pensou como seria muito triste se nossos nomes fossem lidos no Livro da Vida do Cordeiro, lá no céu, e não estivéssemos presente. Ficou muito intrigado, pois não havia qualquer cântico que pudesse expressar uma situação como aquela.

Quando chegou em casa, sua esposa percebeu que estava muito tenso e perguntou qual era o problema, porém ele não respondeu. Foi quando ouviu nitidamente dentro de si a frase: "porque não faz, você mesmo"? Em razão disto começou a escrever:

Quando lá do céu descendo, para os Seus, Jesus voltar,
E o clarim de Deus a todos proclamar,
Que chegou o grande dia do triunfar do meu Rei,
Eu, por Sua imensa graça, lá estarei.
[Trecho do hino 48 da Harpa Cristã - O corresponde no Hinário CCB é o 310].

Em menos de quinze minutos nasceu a melodia. Foi para o piano e tocou a música, exatamente como a conhecemos hoje em dia, nota por nota. Nunca foi alterada.


Nasceu no dia 19 de Agosto de 1856 em South Hill, New York e faleceu no dia 21 de Dezembro de 1938 em Williamsport, Pennsylvania, onde está enterrado, no cemitério de Wildwood.Black iniciou sua carreira musical com John Howard de Nova York e Daniel Towner do Instituto Bíblico Moody. Mudou-se para Williamsport, Pennsylvania, por volta de 1881, e foi um membro ativo da Igreja Metodista Episcopal de Pine Street, desde 1904 até sua morte, servindo como cantor e professor da Escola Dominical. Black também encontrou tempo para publicar uma dúzia de hinários, escrever quase 1.500 cânticos e fazer parte da comissão que elaborou o hinário Metodista de 1905.
No hinário CCB encontramos os seguintes hinos de sua autoria:
103 - Abandona o que é do mundo.
260 - Louvor a Deus, o Criador.
310 - Teus tesouros revelaste.
333 - Cristo é o Cordeiro de Deus.
367 - Sempre em Jesus Confiarei.